O Tabelionato de Protesto de Títulos e Documentos de Dívida - 3º Ofício - foi criado através da Lei nº 3.132, de 06 de Julho de 1973, sancionada pelo então governador Antonio Carlos Magalhães, lei esta que o determinava como cartório estatizado.

O mesmo permaneceu estatizado até 2011, quando a Lei 12.352, de 08 de Setembro de 2011, sancionada pelo Governador Jaques Wagner, determinou a sua privatização, concedendo o direito de opção para que os então titulares das serventias ora privatizadas pudessem optar por continuar exercendo suas funçoes, desta feita em caráter privado e na condição de delegatários do poder público.

No dia 09 de Janeiro de 2012, através da Resolução Nº CM 01, o Conselho de Magistratura do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia declarou privadas as unidades de Serviços Notariais e de Registro no estado.

Desta forma, foi concedida a Outorga da Delegação à Belª Ana Cristina Pereira Teixeira, por meio do Decreto Judiciário Nº 201, do dia 25 de Janeiro de 2012, publicado no diário do Poder Judiciário do Estado da Bahia no dia 30 de Janeiro de 2012, tendo sido investida no cargo em 08 de Março de 2012, pelo Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça do Estado da Bahia, o Desembargador Sinésio Cabral Filho.

Por tudo o quanto acima exposto, o Tabelionato de Protesto de Títulos e Documentos de Dívida - 3º Ofício - da Comarca de Salvador-BA, começou a funcionar em caráter privado no dia 26 de Março de 2012, já aplicando a nova Tabela de Custas e Emolumentos, prevista na Lei nº 12.373, de 23 de Dezembro de 2011.